Há razão para otimismo com safra, apesar de crédito e El Niño